De Nova Friburgo
Ketty Bertoncini







30/11/2008 04:05
Inédito:Ministro do STJ vai para o banco dos réus
Numa decisão inédita, o Supremo Tribunal Tribunal Federal (STF) acolheu a denúncia de corrupção passiva e prevaricação contra o ministro Paulo Medina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a segunda mais importante Corte do País, obrigando-o a sentar-se no banco dos réus. Ao aceitar a queixa-crime encaminhada pelo Ministério Público Federal contra um membro de tribunal superior, o STF afastou qualquer suspeição de corporativismo e deu uma demonstração inequívoca de isenção e imparcialidade.

As acusações contra Medina são graves. O caso começou com a Operação Hurricane, que foi realizada no começo de 2007 pela Polícia Federal e resultou em mais de 25 prisões de contraventores, advogados, procuradores, juízes e desembargadores. Ao investigar o envolvimento de “banqueiros” do jogo do bicho com a máfia fluminense dos bingos e caça-níqueis, a Polícia Federal constatou que um irmão de Medina advogava para uma quadrilha de Niterói e estava envolvido num esquema de extorsão, pedido de propina e venda de recursos e sentenças judiciais em tribunais federais.

Ao aprofundar as investigações, a Polícia Federal identificou ramificações do esquema na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, num gabinete do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, no escritório regional da Procuradoria-Geral da República e na vice-presidência do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, durante a gestão do desembargador José Eduardo Carreira Alvim. Após seis meses de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça, a Polícia Federal descobriu que mandados de segurança e outros recursos impetrados no STJ contra a apreensão de caça-níqueis eram encaminhados ao gabinete de Medina, que os acolhia.

Segundo a Polícia Federal, que cumpriu 73 mandados de busca e apreensão e encaminhou vários relatórios confidenciais ao Ministério Público Federal, durante a Operação Hurricane, somente uma das liminares concedidas por Medina teria sido negociada com empresários de bingo, por meio de seu irmão advogado, pelo valor de R$ 1 milhão. A liminar liberou cerca de 900 máquinas caça-níqueis que tinham sido apreendidas pela Polícia Federal em Niterói.

Com base nas escutas telefônicas, documentos e demais provas coletadas durante o inquérito criminal, que tramitou em segredo de Justiça, o relator do caso no STF, ministro Cezar Peluso, reconheceu a existência de “indícios suficientes” para autorizar a abertura de uma ação criminal contra Medina. “Há uma série de ações simultâneas que se referem à ligação do acusado com membros da quadrilha”, disse Peluso em seu voto. O ministro afastado do STJ está sujeito a pena de 2 a 12 anos de prisão por crime de corrupção, e de 3 meses a 1 ano de prisão por prevaricação, além de pagamento de multa. O Ministério Público também o acusou pelo crime de formação de bando e quadrilha, mas o Supremo não aceitou a denúncia.

Como ocorre com todas as atividades, as instituições judiciais não estão imunes a casos de corrupção, envolvendo promotores e juízes. O problema é que o Poder Judiciário e o Ministério Público enfrentam dificuldades para expurgar os maus profissionais de seus quadros. Em parte, isso decorre de um corporativismo arraigado que sempre foi característico das carreiras jurídicas. Mas o maior problema para a depuração das instituições jurídico-judiciais está no anacronismo da legislação disciplinar. O caso de Medina também é ilustrativo sob este aspecto. Assim que foi acusado de fazer parte de um esquema de venda de decisões judiciais, ele foi objeto de um processo administrativo no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Mas, após um ano e meio de tramitação, o processo ainda não foi concluído, encontrando-se atualmente em fase de “diligências”. Enquanto isso, ele continuou recebendo o salário de R$ 23,2 mil mensais, apesar de estar afastado do cargo. E, se for condenado pelo CNJ, a pena máxima será a aposentadoria compulsória, recebendo proventos integrais.
Ao acolher a denúncia contra Medina, agindo de modo isento e rigoroso, o STF mostrou que é possível mudar essa situação.
(FONTE:O ESTADO DE SÃO PAULO)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



29/11/2008 10:07
Júri inocenta acusados de matar chefe do GAP
Os acusados de terem matado o policial civil e ex-chefe do Grupo de Apoio às Promotorias de Justiça (GAP), José Luiz Nunes Lopes, julgados nos dias 26 e 27 últimos, foram considerados inocentes por cinco dos sete jurados que atuaram no júri. Adriano da Rocha Silva, o Adrianinho; Fabiano Lourenço Vieira, o Jardel; e Cenor Calderaro Neto, o Cenozinho, foram absolvidos com sentença proferida na noite de quinta-feira, 27, pelo juiz Gustavo Henrique Nascimento Silva.
Foram dois dias de depoimentos e debates entre os advogados Marco Antônio Siqueira da Silva e Sarita Breder Erthal, que representaram os réus Adrianinho e Jardel, e Alexandre Victor Ferreira, que defendeu Cenozinho. O promotor Arthur Paupério, recém-chegado à cidade, atuou em nome do Ministério Público na acusação.
No segundo dia, durante os debates a defesa buscou apresentar aos jurados uma série de linhas de investigação adotadas no início do processo, ressaltando todo o tempo que havia poucos dados no inquérito policial que comprovassem o envolvimento dos acusados na morte do policial José Luiz.
Do outro lado, o promotor se mostrava seguro e convicto de que os acusados eram os autores do crime e que teriam agido a mando do preso José da Silva (que não foi julgado, por não ter advogado), por fazerem parte de um esquema de roubo de cargas interestadual, que abastece o comércio friburguense através de receptadores.
Os advogados de defesa chegaram a afirmar que estavam sendo vítimas de uma palhaçada do MP, já que não havia como comprovar que os acusados (identificados pelo advogado Marcos Siqueira como crianças) foram os executores do policial. Para o MP, a morte do policial estava diretamente ligada ao esquema de roubo de cargas, mas a única testemunha do MP, o detento José Márcio André, que delatou o envolvimento dos acusados, não esteve no julgamento, embora já tivesse prestado seu depoimento em juízo.
A acusação tentou provar a ligação dos réus com uma quadrilha organizada. Divergências entre os depoimentos dos envolvidos foram explorados pelo promotor, que mostrou que os réus Adriano e Fabiano se conheceram em Teresópolis e que Cenor já conhecia o “mandante, Seu Zé” há anos, pois já tinha cumprido pena com ele na carceragem da 151ª DP.
Os advogados de defesa frisaram durante todo o tempo que os processos e crimes praticados pelos réus “não tinham ligação com o crime que estava sendo julgado”. De acordo com eles, a fragilidade do processo não permitia uma condenação dos acusados, proposta esta aceita pelos jurados, que votaram favoráveis à absolvição.
(FONTE:A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



29/11/2008 12:13
Tribunal Superior confirma: Heródoto é o Prefeito eleito de Nova Friburgo
Confirmando a decisão soberana do povo que, em 5 de outubro último elegeu com ampla vantagem o engenheiro Heródoto Bento de Mello para seu quarto mandato como Prefeito de Nova Friburgo, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de Brasília, em sessão na noite da última quarta-feira, 26, manteve por unanimidade decisão anterior, no sentido de rejeitar agravo regimental através do qual adversários ainda questionavam a candidatura e a eleição do engenheiro.
A decisão em última instância teve votos favoráveis dos sete ministros, não cabendo, portanto, nenhum recurso, como informou um dos advogados responsáveis pelo caso, Luiz Paulo Correia Viveiros de Castro. Esta foi mais uma derrota ao deputado estadual Olney Botelho (PDT), após ter sido preterido nas urnas pelo eleitorado na eleição municipal deste ano e, ainda depois das várias tentativas, desde a campanha e mesmo após o pleito, de provar que o engenheiro e ex-prefeito por três mandatos estaria impugnado.

Na internet

O recurso especial de número 33867, tendo como relator o ministro Felix Fischer, teve o agravo regimental rejeitado pelos votos dos demais ministros do TSE: Fernando Gonçalves, Marcelo Ribeiro, Arnaldo Versiani, Ricardo Lewandowski e Carmem Lúcia. O referido acórdão foi publicado na própria sessão e encontra-se à disposição dos interessados no site do Tribunal: www.tse.gov.br em Despachos e Decisões.
(FONTE:Girlan Guilland - jornalista
Coordenador de Comunicação do Gabinete de Transição Administrativa)

Ketty Bertoncini | comentários(0 )



28/11/2008 20:45
Principal praça de Nova Friburgo vira dormitório de mendigos
O coreto da Praça Getúlio Vargas servia de palco para apresentações artísticas e concertos de bandas sinfônicas. Hoje,viroua casa dos moradores de rua, que transformaram um dos cartões-postais da cidade em dormitório.O lugar tem uma fedetina insuportável. Durante boa parte do dia os ‘habitantes’ do coreto ampliam a mendicância nas alamedas da praça,praticamente atacando os pedrestres.O engraçado é o fato de no tempo do prefeito Paulo Azevedo não haver mendigos na cidade.Jána era na deposta Saudade Braga os mendigos serem um carro-chefe da cidade.Valendo lembrar que uma das metas do novo prefeito Heródoto Bento de Mello é a irradicação sumária da favela que vai de Theodoro de Oliveira à Ponte da Saudade.Ou seja, 13 quilômetros de sujeira e irregularidades.Alí moram muitos funcionários do prefeita que está na saideira, por sinal.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



26/11/2008 02:31
Pesquisa aponta que 20% dos brasileiros entre 15 e 24 anos não estudam nem trabalham
Segundo dados do Ministério da Educação (MEC),metade das 3,6 milhões de pessoas que entram,anualmente,no ensino médio no Brasil não conclui os estudos em três anos.18% dos jovens brasileiros com idades entre 15 e 17 anos estão fora da escola.
No mês passado o MEC anunciou que estuda a proposta de tornar obrigatório o ensino dos quatro aos 17 anos.Atualmente a obrigatoriedade é dos seis aos 14 anos.Os fatores que mais pavimentam essa evasão da escola são entre outros a falta de atrativo que a escola parece oferecer aos jovens.Falta de dinheiro,gravidez precoce também entram na lista.Um dado alarmante é o fato de cerca de 20% dos jovens brasileiros com idades entre 15 e 24 anos não estudarem nem trabalharem.É fato que quanto maior a escolarização,menor é o índice de criminalidade.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



26/11/2008 19:42
Assassinato do chefe do GAP
Acusados começam a ser julgados hoje no Fórum
Cinco pessoas serão julgadas a partir de hoje pela morte do policial civil e chefe do Grupo de Apoio às Promotorias de Justiça (GAP), José Luiz Nunes Lopes (foto), ocorrida em setembro de 2005. José da Silva, o Seu Zé, é acusado de ser o mandante do crime. Os outros quatro envolvidos são Adriano da Rocha Silva (Adrianinho), Cenor Calderaro Neto (Cenozinho), Bruno de Moraes Alves e Fabiano Lourenço Vieira (Jardel). Eles foram denunciados pelo Ministério Público como autores da execução.

Está programado para as 9h desta quarta-feira, 26, o início do julgamento dos acusados pelo Ministério Público de terem matado o policial civil e chefe do Grupo de Apoio às Promotorias de Justiça (GAP) José Luiz Nunes Lopes, no dia 29 de setembro de 2005, na descida das Braunes. Cinco pessoas estão presas pelo crime. O julgamento deverá durar mais de um dia, devido ao número de testemunhas e acusados a serem ouvidos.
De acordo com a denúncia do MP, o preso José da Silva, vulgo Seu Zé, é o mandante do crime. Da carceragem da 151ª DP ele teria comandado a execução do policial. A emboscada aconteceu quando José Luiz descia o bairro das Braunes em sua motocicleta. Um carro teria fechado o policial, que levou cerca de dez tiros, alguns na cabeça. O último tiro, segundo investigações, pode ter sido efetuado com a própria pistola do policial, furtada na hora do crime.
O crime foi testemunhado por algumas pessoas, mas a principal prova do MP é o depoimento da mesma testemunha que depôs no julgamento da morte do sindicalista Antônio Alvarenga, ocorrido um ano antes da execução do policial. No júri de Alvarenga, há pouco mais de um mês, os depoimentos desta testemunha ajudaram a condenar dois dos acusados. Atuaram pelo MP no caso do sindicalista os promotores Simone Gomes de Souza e Pedro Borges. Os dois deverão voltar ao júri hoje.
Além de Seu Zé, serão julgados Adriano da Rocha Silva, Cenor Calderaro Neto, Bruno de Moraes Alves e Fabiano Lourenço Vieira, o Jardel.
(FONTE:A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



24/11/2008 10:21
Santa Catarina arrasada
Um dos mais bem estruturados estados brasileiros está praticamente arrasado.As chuvas que assolaram Santa Catarina causaram mortes,desabamentos e muita destruição.
Da Agência Reuters/Brasil Online

Enchentes, deslizamentos e acidentes de carro causados pelas fortes chuvas que caem sobre Santa Catarina desde a última semana deixaram pelo menos 28 mortos entre sábado e a manhã de segunda-feira, informou a Defesa Civil do Estado. Quatro municípios estão isolados pelas águas, e mais de 1,5 milhão de pessoas foram atingidas.

Na cidade de Blumenau, onde 10 mortes foram confirmadas no fim de semana, o prefeito João Paulo Kleinubing declarou estado de calamidade pública na noite de domingo. A segunda cidade mais atingida do Estado é Jaraguá do Sul, com 7 mortes até o momento.

Também houve mortes causadas pelas chuvas em Brusque, Garuva, Gaspar, Pomerode, Bom Jardim da Serra, Luiz Alves e Rancho Queimado, de acordo com o a página da Defesa Civil na Internet. Quase 20 mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas.

Segundo um funcionário da Defesa Civil na capital Florianópolis, as chuvas fortes começaram no último dia 20, e as primeiras mortes apareceram a partir de sábado. A previsão do tempo indica uma diminuição no nível de chuva nos próximos dias, segundo ele.

"Continua chovendo bastante, mas a tendência é diminuir", disse o funcionário por telefone. "Hoje melhor do que ontem, e amanhã melhor do que hoje."

Helicópteros e botes a motor estão sendo utilizados ininterruptamente para resgatar pessoas isoladas, segundo a Defesa Civil. Os Estados vizinhos Rio Grande do Sul e Paraná vão participar das operações de resgate a partir desta segunda-feira, atendendo a um pedido do governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira.

Além das diversas casas atingidas por deslizamentos de terra e da cheia de rios, muitas estradas do Estado estão interditadas por queda de barreiras e alagamentos.

"O grande desafio para esta segunda-feira será abastecer os abrigos com medicamentos e alimentos", disse o prefeito de Blumenau, segundo a página da Defesa Civil na Internet.

(Reportagem de Pedro Fonseca; Edição de Eduardo Simões)


Ketty Bertoncini | comentários(0 )



23/11/2008 10:25

Comitê Dante Alighieri de Nova Friburgo reverencia talentos na ItáliaDiretor do Museu Ferrari e ministro das Relações Exteriores foram agraciados com diplomas
O presidente do comitê local de intercâmbio com a Itália, Dante Alighieri de Nova Friburgo, e da Associação Ítalo-Brasileira de Arte e Cultura (Aibac), Giuseppe Arno, foi convidado recentemente a viajar à cidade italiana de Maranello, para conhecer o Museu Ferrari, um verdadeiro complexo tecnológico de seis mil metros quadrados onde estão expostas as centenas de milhares de máquinas que encantam os apaixonados por carros e amantes das corridas de Fórmula 1.
O convite para conhecer o museu da fabricante campeã 2008 do Mundial de Construtores, conquistado recentemente no autódromo de Interlagos, em São Paulo, aconteceu por conta da valorização da potência mundial da Ferrari e da celebração dos 20 anos de morte do fundador, Enzo Ferrari, destacadas numa reportagem especial da edição de outubro do jornal mensal La Gazzetta Italo Brasiliana, editado por Giuseppe Arno e a Aibac, há quatro anos em Nova Friburgo.
Na oportunidade, Giuseppe Arno agraciou com um diploma de reconhecimento da instituição Dante Alighieri, que tem dez comitês no Brasil, um deles em Nova Friburgo, o atual diretor do Museu Ferrari, Giovanni Perfetti, que se emocionou com a reverência à premiada Ferrari, considerada a melhor escuderia de Fórmula 1 do mundo. A congratulação foi uma bonita homenagem póstuma ao fundador da potente escuderia, Enzo Ferrari, que rendeu outra reportagem especial na edição deste mês de La Gazzetta sobre a potência da Ferrari explanada no museu na matéria Ferrari: una ‘cittadella’ artistica e moderna.
“Durante a homenagem, Perfetti anunciou que daqui a dois anos serão concluídas as obras de construção do novo Museu Ferrari e que o diploma da Dante Alighieri de Nova Friburgo será exposto lá em lugar de destaque. Isso para mim é uma honra”, valorizou Giuseppe Arno, sem esconder sua paixão pelo requinte e pujança da Ferrari, que há sete anos dá o suporte técnico para os brasileiros fazerem bonito nos campeonatos, com destaque para os pilotos Rubem Barrichello e Felipe Massa, que comandou o novo modelo da Ferrari na última temporada do mundial.
“Tive a idéia de homenagear o Enzo Ferrari, que foi um personagem moderno e que fez a potência italiana ser reconhecida em todo o mundo. Através da visão de Enzo Ferrari, a capacidade dos italianos pôde ser percebida por muitos países. Enzo, sem dúvida, foi um marco”, complementou Arno.

Ministro Franco Frattini agradece homenagem e anuncia visita ao Brasil em 2009
Durante a viagem, Giuseppe Arno também esteve em Roma, onde se encontrou com o ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, parabenizando-o pela iniciativa de garantir a utilização do idioma oficial italiano nas reuniões diplomáticas e nos encontros de trabalho da União Européia. A conquista rendeu a entrega de um diploma de primeira classe a Frattini em solenidade na casa La Farnesina, em Roma. Na ocasião o agraciado anunciou que em agradecimento visitará o Rio de Janeiro em 2009, durante um encontro diplomático do presidente Lula com o presidente italiano, Silvio Berluscone.
“O ministro revelou que todas as vezes que vem ao Brasil participa de solenidades diplomáticas somente em Brasília e que sempre teve vontade de conhecer as belezas cariocas. Ele ficou lisonjeado pelo empenho do comitê Dante Alighieri, que propiciou a minha viagem de mais de dez mil quilômetros em 11 horas de vôo para homenageá-lo”, frisou Giuseppe Arno, que foi acompanhado na viagem da esposa, a advogada Patrícia Arno, também colunista do La Gazzetta Italo Brasiliana e que na edição deste mês publicou entrevista de duas páginas com o ministro Franco Frattini.
(FONTES:A VOZ DA SERRA /LA GAZZETTA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



23/11/2008 10:30
Bancos terão que escurecer vidros de caixas eletrônicos
Bancos que atuam no estado do Rio terão 90 dias, a contar do último dia 17, para dificultar a visão do interior de seus caixas eletrônicos, como meio de garantir a privacidade e aumentar a segurança dos usuários deste serviço. A nova lei, de número 5.305/08, teve sua promulgação publicada no Diário Oficial com assinatura do presidente da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, deputado Jorge Picciani (PMDB). A regra, de autoria do deputado Zito (PSDB), determina que, vencido o prazo, os bancos tenham promovido as modificações necessárias ao bloqueio da visão de terceiros das transações bancárias, mesmo nos caixas localizados fora das dependências das agências. A multa diária cobrada em caso de descumprimento será de 200 Ufirs. De acordo com Zito, a medida atualiza os cuidados com a segurança dos correntistas, adaptando o sistema aos crimes atuais, como a chamada saidinha de banco. ”As notícias nas páginas policiais me motivaram a propor uma saída para este tipo de crime crescente no estado. Espero que os bancos criem um meio de coibir esta abordagem, que tem contribuído para aumentar a insegurança do cidadão fluminense”, afirmou o tucano.

Ketty Bertoncini | comentários(0 )



23/11/2008 14:29
Jovem morto em blitz na Região Serrana
RIO - O corpo do estudante Maique Araújo Rodrigues, de 16 anos, será sepultado daqui a pouco no Cemitério de Cordeiro. O jovem morreu no final da noite de quarta-feira, depois de ser baleado na cabeça por um policial militar. O Palio em que ele viajava no banco traseiro furou uma blitz policial na estrada entre Cordeiro e Cantagalo, na Região Serrana. O veículo era dirigido por um rapaz de 17 anos sem habilitação. O policial está detido no 11o. BPM (Nova Friburgo) e sua arma, apreendida na 153a. DP (Cantagalo).

(FONTE:O GLOBO/G1)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



21/11/2008 07:26
Praça Getúlio Vargas:ratos e mendigos...e traficantes...
Imperdível a charge do cartunista Silvério publicada ontem no jornal A Voz da Serra (Nova Friburgo).Esta charge


Ketty Bertoncini | comentários(0 )



21/11/2008 07:40
Defesa Civil está em estado de alerta em Nova Friburgo
Cerca de 30 casas já foram interditadas de janeiro a novembro deste ano. A cidade tem hoje 390 imóveis interditados e mais de 130 notificados.
A previsão do tempo prevê mais chuva nesse feriado. A Defesa Civil está em alerta em Nova Friburgo. A previsão de chuvas fortes para ps próximos dias na Região Serrana deixou a Defesa Civil em estado de alerta. Em Nova Friburgo 30 casas já foram interditadas de janeiro a novembro deste ano. Se os números forem somados aos do ano passado cerca de 390 imóveis estão interditados e mais de 130 notificados.Hoje a cidade tem 13 bairros situados em áreas de risco por isso a Defesa Civil realiza vistorias todos os dias este ano já foram 385. De janeiro até este mês, uma pessoa morreu vítima de deslizamento de terra, foi uma menina de 12 anos. O acidente aconteceu no Distrito de Rio Grandina, no local 120 famílias ainda estão desalojadas. Na Zona Rural de Rio das ,cidade frequentada por friburguenses,o que parece lagoa é pasto inundado. Várias estradas também ficaram submersas depois que alguns córregos transbordaram. “Há mais de seis anos que os valões não são dragados então ocorre esses alagamentos, causando prejuízo aos moradores, revela Jonas Macedo.

(FONTE:RJTV-BOM DIA RIO)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



20/11/2008 09:25
Comitê contra a dengue propõe novas estratégias de mobilizações
O Comitê Municipal de Mobilização contra a Dengue se reuniu na terça, 18, para avaliar o trabalho que vem realizando e propor novas estratégias de mobilização. Depois da exposição do panorama atual da evolução da doença em Nova Friburgo, foi definida a próxima etapa de atuação e a importância de conjugar cada vez mais atores sociais no combate à dengue.
Para o comitê, o grande desafio é manter a mobilização permanente, não só com a população, mas com as próprias instituições que o compõem. Por isso, as próximas atividades de combate à dengue em Nova Friburgo serão um pouco diferentes. Em janeiro haverá um dia com diversas mobilizações pela cidade, em instituições que fazem parte do comitê ou em qualquer outra interessada. A idéia é que empresas, lojas, hospitais, escolas realizem ações de fiscalização e prevenção neste dia, direcionadas aos funcionários e clientes. Em fevereiro haverá o Dia D, com grande mobilização no centro da cidade, a exemplo do que aconteceu em julho deste ano.
As instituições interessadas em aderir à mobilização coletiva podem entrar em contato com o Departamento de Saúde Coletiva, através do número (22) 2523-1889. A próxima reunião para definir a data do evento e organizar a distribuição de material será no dia 2 de dezembro, às 9h, no auditório da Caenf, que fica na sede administrativa da concessionária, na Rua Antonio Mário Azevedo 417, Córrego Dantas.
É importante ressaltar que, devido às características da dengue e ao modo como é transmitida, o combate à doença deve ser responsabilidade de toda a população.

A dengue em Nova Friburgo e as ações já desenvolvidas
Este ano foram confirmados 61 casos de dengue em Nova Friburgo. Destes, 45 eram de pessoas residentes na cidade, mas apenas oito afirmaram não ter saído do município antes de contrair o vírus. Os dois casos hemorrágicos registrados foram de pessoas oriundas do município do Rio de Janeiro.
Mesmo a quantidade de casos parecendo pequena, se comparada à de outros municípios com alto risco de epidemia, a evolução da doença em Nova Friburgo é preocupante, segundo pesquisadoras da área. Isto porque até o ano passado os casos registrados na cidade se concentravam até maio e voltavam somente em novembro. No entanto, começou a haver registros durante todo o ano, ainda que em alguns meses o índice continue menor, o que demonstra mudanças na dinâmica do vírus e na própria biologia do mosquito transmissor, que parece estar se adaptando a situações climáticas antes não propícias a seu desenvolvimento.
Para preparar as instituições de saúde pública e orientar as instituições privadas sobre a epidemia que pode ocorrer na região, especialistas de vários municípios estão elaborando um plano de contingência. O grupo foi organizado pelo Núcleo Descentralizado de Vigilância e Saúde da Região Serrana (NDVS Serrano), ligado à Secretaria Estadual de Saúde. De Nova Friburgo fazem parte desta câmara técnica a coordenadora do departamento de Saúde Coletiva, Sueli Scotelaro; a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Melânia de Paulo C. Hoelz; e a coordenadora de Vigilância Ambiental, Leila Demani. A intenção é que o plano se torne modelo para o estado do Rio, já que a Região Serrana é a única que já realiza este trabalho.
No próximo dia 25 o NDVS serrano estará novamente em Nova Friburgo para promover um curso de atualização para os agentes de saúde de combate à dengue, que durará uma semana.

A importância dos comitês municipais contra a dengue
A questão da dengue hoje tem a ver com hábitos de consumo, urbanização, desmatamento, industrialização e estilo de vida. Por isso, não adianta discutir a dengue tendo o foco somente no setor de saúde. É importante promover ações integradas, que visem ao controle do vetor, à conscientização do consumo de produtos descartáveis, ao correto descarte e manipulação do lixo etc.
Mobilizar a população para o problema é também conscientizar permanentemente, com ações integradas e envolvimento de todas as esferas sociais. O Ministério da Saúde entende que uma boa forma de se fazer isso é a formação dos Comitês Municipais de Mobilização contra a Dengue. Em Nova Friburgo o comitê existe desde fevereiro de 2008.
Apesar de ser uma cidade com baixo risco de epidemia, o comitê em Nova Friburgo surgiu por conta de sua importância regional, tendo em vista, por exemplo, que somente o Hospital Municipal Raul Sertã atende a pacientes oriundos de 16 municípios. Sendo assim, a proposta do grupo é não só estruturar os serviços em Nova Friburgo para prevenção e combate à dengue, mas ajudar a estruturação de toda a rede regional, para que os outros municípios priorizem a atenção básica de saúde, evitando a sobrecarga em nossa cidade.
Fazem parte do Comitê Municipal de Mobilização contra a Dengue a Fundação Municipal de Saúde, o Departamento de Saúde Coletiva, a Vigilância Epidemiológica, a Vigilância Ambiental, o Programa de Educação em Saúde, o Programa Saúde da Família, o Conselho Municipal de Saúde, o Hospital Municipal Raul Sertã, o Centro de Saúde Tunney Kassuga, a Policlínica Norte, a Secretaria Municipal de Educação, a Universidade Estácio de Sá, a Concessionária de Águas e Esgotos de Nova Friburgo (Caenf), a Empresa Brasileira de Meio Ambiente (EBMA), o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o 6º Grupamento de Bombeiro Militar.
(FONTE:A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



19/11/2008 10:57
Arrombador morre asfixiado com a dentadura
Seria cômico se não fosse trágico!!!
Na tarde de segunda-feira, 17, numa casa da Rua São Pedro, em Duas Pedras, onde mora o industriário Eduardo Brasil de Souza Júnior, 29 anos. Ele flagrou Renato Pereira, 40 anos, tentando arrombar a porta da residência, conseguiu imobilizá-lo e chamou a polícia.
A narrativa acima seria algo comum se não tivesse acontecido um fato estranho, classificado pela polícia como atípico. Quando imobilizado, Renato foi colocado de barriga para baixo e o industriário ficou por cima, segurando-o, até a chegada dos policiais. Dois agentes da P2 foram ao local e, quando Renato foi virado, perceberam que ele estava morto.
A única constatação foi morte por asfixia, já que havia uma prótese dentária em sua garganta, o que, supõe-se, tenha impedido o arrombador de respirar. Este fato só poderá ser comprovado com o resultado da perícia. O delegado de plantão determinou um registro de homicídio simples. Eduardo não ficou preso e aguardará o resultado do caso em liberdade.
(FONTE:A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



19/11/2008 13:29
Dia dos negros terá comércio aberto em Nova Friburgo
O comércio de Nova Friburgo está autorizado a funcionar nesta quinta-feira, 20, feriado estadual pelo Dia de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra. De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista (SinComércio), Braulio Rezende, a abertura das lojas em datas especiais está prevista na convenção coletiva de trabalho firmada em maio com o Sindicato dos Empregados no Comércio. As lojas poderão abrir das 9h às 22 horas.
Braulio Rezende, também presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), acha que o funcionamento normal nos feriados contribui para melhorar o desempenho do comércio e para facilitar a vida dos consumidores, inclusive os que vêm de municípios vizinhos fazer compras na cidade.
“As lojas abertas servem ainda de atrativo para os turistas que passam feriados em Nova Friburgo”, ressaltou ele.
Braulio Rezende informou que a CDL e o SinComércio terão expediente normal no dia 20.
(FONTE:A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



19/11/2008 16:51
Foi reprovada a formação de um Vice-Consulado em Nova Friburgo?
No curso dos últimos quatro anos, debateu-se a possibilidade de se instituir uma sede honorária de um vice-consulado da Itália, em Nova Friburgo.

O embaixador da Itália , Michele Valensise, sustentou várias vezes que, em Nova Friburgo, não existiam as condições objetivas para que se nomeasse um vice -cônsul honorário.

O Cônsul Belleli, por sua vez, declarou que, dada a proximidade de Nova Friburgo ao Rio de Janeiro, não reconhecia a urgência em enfrentar tal problema.

Enfim, depois de 4 anos, a questão passava entre os projetos , pode-se dizer, reprovados, quando o Cônsul Belleli, estranhamente, justamente em final de mandato, com o "placet" do Embaixador Valensise, também este em fim de mandato, contradizendo as opiniões acima expressas , anunciava oficialmente a instituição do vice-consulado e a nomeação para vice- Cônsul honorário da Itália o atual correspondente consular.

A coisa suscitou perplexidade pela inversão de rota dos diplomatas acima citados, os quais não teriam levado em consideração as objeções precedentes, desmentindo realmente tudo que, no curso dos anos precedentes, haviam afirmado , e não só, mas haviam de fato desconsiderado as diretrizes do nosso Governo sobre as disposições relativas aos cortes de despesa.

Um vice-consulado, mesmo que honorário, comporta despesas e , se entre outros, busca-se aceitar, com espírito de sacrifício, o corte dos fundos destinados à cultura, à imprensa, ao ensino, e às próprias representações diplomático-consulares, no âmbito de uma reforma financiária sustentável e eficiente, não se vê o porquê de o Cônsul e de o Embaixador terem ignorado tal preceito, recomendado pelo nosso Governo e do qual deveriam , ao contrário, ser os porta-vozes.

De qualquer modo, a cerimônia de inauguração foi suspensa em caráter urgente, e o Cônsul partiu inesperadamente para Roma.

Há motivo para pensar que a constituição da sede do vice-consulado em Nova Friburgo tenha sido rejeitada ou pelo menos suspensa "sine die".

Se assim fosse, pode-se somente lamentar o ocorrido com os nossos representantes diplomáticos no Brasil.
(FONTE:LA GAZZETTA)



Ketty Bertoncini | comentários(0 )



16/11/2008 09:07
Agentes do combate ao dengue são reféns do narcotráfico em Nova Friburgo
Os agentes de combate à dengue,contratados pela PMNF,contam que para fazer a prevenção e combate ao dengue têm que pedir permissão ao narcotráfico para adentrar nos morros da cidade e as tais " comunidades" (favelas) que povoam a grande maioria de terras na cidade.
Segundo um dos agentes,no Loteamento Floresta,crianças de dez anos estão fazendo a guarda munidas de revólveres.
A grande pergunta é:cerca de 80% de Nova Friburgo é geográficamente composta de morros...
Considerando que a cidade de Nova Friburgo,hoje, é uma enorme favela urbana.Considerando que,hoje,Nova Friburgo não é nem sombra da tal "suíça brasileira".Considerando que o narcotráfico do Rio (CV) aportou-se e abancou-se e que a cidade tem cerca de 300 mil habitantes,ao contrário dos cento e noventa e alguma coisa apontados pelo IBGE...A pergunta que paira na cabeça do real cidadão friburguense é a seguinte:irá o novo prefeito eleito realmente deslocará alguma favela (alto de Theodoro de Oliveira) para casas populares?E como irá "descer o narcotráfico e sua gente" dos inúmeros morros.Construir trem para levar e trazer a gentalha que se instalou aos longo dos últimos 18 anos,realmente,não parece ser a solução mais sensata.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



15/11/2008 18:59
Van do SUS capota e mata paciente em Mury,distrito de Nova Friburgo
As fortes chuvas durante toda a noite e madrugada desta quinta e sexta-feira colaboraram para uma série de acidentes nas rodovias que ligam Nova Friburgo a outros municípios. O mais grave foi o capotamento de uma van da Prefeitura Municipal de Bom Jardim, que levava pacientes para o Inca, no Rio de Janeiro, ocorrido às 4h48, no km 76 da RJ-116, em Mury. Jussara Lima de Oliveira, 46 anos, dormia quando o acidente aconteceu e morreu na hora.
O motorista do veículo, Elias Pinto Teixeira, 52 anos, morador de Bom Jardim, perdeu a direção do veículo numa curva, conseguiu evitar que o carro saísse da pista e caísse num barranco, mas a manobra não impediu que a Van ficasse descontrolada, atravessando a pista, batendo num muro e capotando. O motorista e dez passageiros, entre pacientes e acompanhantes, se feriram. Jussara bateu fortemente com o rosto no vidro e faleceu.
Testemunhas disseram na delegacia que o motorista não estava em alta velocidade. Chovia muito e a Van derrapou. Veículos da equipe de emergência da Concessionária Rota 116 foram ao local e as vítimas foram levadas para o Hospital Raul Sertã. Dos acidentados, apenas dois eram de Nova Friburgo: José Aroldo Louback, 52, e Maria da Penha Louback Morais, 56. De Bom Jardim ficaram feridos Elaine Maria Rebelo (57), Fátima Torres Caetano (57), Celi Lúcio (48), Renata Lima de Oliveira (29), Maria Ilce Ferreira Gomes (55), Paulino Chagas (62), Bruna Ferreira Gomes (20), Carmem Lúcia (54) e Adelson José Castro (45).
O motorista Elias Pinto foi transferido para Bom Jardim na manhã desta sexta-feira, 14. Os demais acidentados ficaram no HRS. O veículo foi rebocado para o pátio da Autarquia Municipal de Trânsito (Autran), em Olaria.

Na serra, outro acidente grave na madrugada
O outro acidente de maior gravidade aconteceu por volta das 3h30, no km 54 da RJ-116, na subida da serra de Nova Friburgo, em Boca do Mato, Cachoeiras de Macacu. Três pessoas ficaram feridas e a rodovia ficou totalmente interditada. Um caminhão carregado de madeira bateu num carro de passeio. Duas vítimas foram levadas por uma ambulância da Rota 116 para o Hospital de Cachoeiras de Macacu; a terceira ficou presa nas ferragens e teve que ser socorrida pelos bombeiros.
PMs do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual e funcionários da Rota 116 controlaram o trânsito na rodovia, que ficou em uma pista, aguardando a realização da perícia para ser liberada, o que aconteceu algumas horas depois.
Já nos quilômetros 50 e 74 da RJ-116 outros dois acidentes foram registrados, mas sem vítimas graves. No km 50, um veículo de passeio capotou e caiu fora da pista. No km 74, em Mury, outro acidente envolvendo um caminhão e um carro de passeio deixou duas pessoas com ferimentos leves. O Parati saiu da pista e subiu num barranco.

Pista na RJ-116 foi parcialmente interditada por algumas horas
Os acidentes ocorridos durante a madrugada deixaram o trânsito lento e, em alguns casos, paralisado em boa parte da RJ-116. Em dois trechos da rodovia, nos quilômetros 54 e 74, chegou a ser implantado o sistema siga e pare por funcionários da Rota 116, com o fluxo de veículos se alternando a cada momento, mas não houve congestionamento.
Não só os acidentes, mas também as fortes chuvas fizeram a Concessionária Rota 116 entrar em alerta. Na serra de Nova Friburgo a pista escorregadia fez com que os motoristas transitassem com mais cautela. A Rota 116 orientou os motoristas para que circulassem devagar, respeitando as placas de sinalização e com os faróis acesos.
O trânsito se normalizou por volta das 10h, depois que as chuvas fortes cessaram e as perícias já tinham sido realizadas nos trechos onde houve os acidentes. A Rota 116 divulgou o telefone 08002820116 (gratuito) e se coloca à disposição dos usuários para informar sobre as condições da rodovia.
(FONTE:A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



14/11/2008 10:17
Editorial de hoje no jornal A Voz da Serra merece destaque
UMA DAS constatações que o friburguense costuma esquecer com freqüência é que o município é rodeado de montanhas. Encostas até então desabitadas estão se transformando em novos focos de habitação, aumentando o número de moradias em áreas de risco ou de preservação ambiental. O problema, ao que parece, está descontrolado.
CONFORME denunciou ontem AVS, sobre uma habitação clandestina no Suspiro, a questão habitacional é um nó difícil de desatar. Todos os governos prometeram, mas poucos conseguiram levar adiante a questão dos assentamentos irregulares e, mais ainda, coibir a construção de moradias em desrespeito à legislação municipal.
O ATUAL governo conseguiu verbas federais e com isto proporcionou condições de moradias seguras para as famílias afetadas pelas últimas enchentes. Porém, chove todos os anos e a expectativa é de que a construção de novas habitações populares não pare por aí. O déficit habitacional é grande em Nova Friburgo e os indicativos pedem soluções urgentes, antes de novos transtornos com as chuvas do próximo verão.
A DEFESA Civil também tem um papel importante na gestão ambiental, no sentido de planejar ações de vistorias e de delimitação de áreas, oferecendo subsídios para a definição de estratégias para novas habitações. Mas o problema não se restringirá apenas a um governo. Medidas de longo prazo devem ser implementadas agora, ainda que seus resultados somente sejam sentidos ao longo dos anos.
POLÍTICAS públicas de proteção ambiental existem e o que se pede é que sejam colocadas em prática, a fim de que não tenhamos de gerenciar crise após crise, sem estabelecermos parâmetros reais de serem cumpridos. Para que Nova Friburgo fique livre das enchentes não basta receber apenas as verbas do PAC. É preciso também investir em outras áreas.
O PREFEITO Heródoto deu sinais claros de que pretende investir na criação de novas moradias, como o projeto Cidade Nova, com a construção de casas populares. Porém, para que as chuvas deste ano não deixem uma herança pesada demais para ser carregada, é preciso tomar algumas providências já, em comum acordo com o futuro governo, antes que a população seja novamente penalizada, como já ficou demonstrado em algumas sucessões municipais.
(fonte:A voz da Serra)
COMENTÁRIO DESTE BLOG:
As invasões e construções irregulares em Nova Friburgo são assunto já de 20 anos.Cabe aos políticos não trazerem pessoas para morarem de graça na cidade em troca de votos.Farão isso?Óbviamente que não!Quem paga o IPTU de quem invade,poluí,desmata,não acrescenta nada à cidade? O cidadão friburguense sério que investe dinheiro,trabalha!
Este parece ser o desafio da nova prefeitura (que na verdade é a antiga que reassume o poder após oito anos de exílio político).Na verdade,hoje, Nova Friburgo,perdeu seus habitantes com descendência européia para os descendentes da baixada fluminense.Em contrapartida,também há uma colonização do povo morador em Rio das Ostras,município colonizado e avacalhado pelos empreiteiros,imobiliárias e políticos especuladores de Nova Friburgo.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



13/11/2008 18:52
Malária em Nova Friburgo
Segundo declaração de agentes de combate ao dengue em Nova Friburgo o município teve 32 casos de dengue,sendo dois deles hemorrágicos.Tabém há casos de malária constatados no último mês na localidade de Boa Esperança,próximo a Lumiar.Espantosa a quantidade de ratos que se poliferam na cidade.Espantosa a quantidade de gente horrorosa que vem da baixada fluminense à convite de candidatos a prefeito e vereadores para " votar" e " morar" .Espantosa a quantidade de invasões e construções irregulares que se multiplicam colocando em risco imóveis registrados e da antiga Nova Friburgo.Espantoso o engarrafamento que assola a cidade.Parece que Nova Friburgo,finalmente,sucumbiu há 18 anos de péssima gestão pública!
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



12/11/2008 06:58
Britânica de 13 anos ganha direito de morrer
Menina convenceu hospital a não ser submetida a cirurgia cardíaca.
Os pais apóiam a filha e estão orgulhosos com a atitude.

Uma menina britânica de 13 anos em estado de saúde terminal conquistou o direito de morrer depois que o hospital onde ela está internada desistiu de obrigá-la a se submeter a uma operação cardíaca. O Herefordshire Primary Care Trust, que administra o hospital no condado inglês de Herefordshire, desistiu do caso na Suprema Corte da Grã-Bretanha depois que um assistente social atestou que Hannah Jones estava segura na sua decisão de não ser operada.

Hannah, da cidade de Marden, recusou-se a ser operada do coração porque a cirurgia tinha poucas chances de sucesso e, mesmo se bem-sucedida, exigiria cuidados médicos intensivos. A menina disse que preferia morrer com dignidade.

O hospital chegou a entrar com um processo em um tribunal em fevereiro para obrigá-la a ser operada. Mas a instituição mudou idéia quando ela foi entrevistada por um assistente social. Hannah disse que quer interromper seu tratamento e passar o resto da vida em casa.

Quando mais jovem, Hannah sofreu de leucemia e seu coração foi enfraquecido por remédios fortes que ela tomou desde os cinco anos de idade.

Os pais de Hannah disseram que apóiam a filha e que estão muito orgulhosos dela.

"É revoltante que as pessoas do hospital possam presumir que nós não pensamos no que é melhor para a nossa filha", disse o pai de Hannah, Andrew, ao jornal britâncio The Daily Telegraph.

"Hannah já passou pelo suficiente e mais uma audiência jurídica ou sendo forçadamente levada ao hospital seria humilhante”.

(FONTE:BBC NEWS)


Ketty Bertoncini | comentários(0 )



12/11/2008 07:00
Prefeitura cria disque-preconceito sexual
Lei garante que gays podem demonstrar afeto sem sofrer constrangimento.
Estabelecimentos que não cumprirem lei poderão até perder o alvará.

Alba Valéria Mendonça
Do G1, no Rio
Tamanho da letra
A- A+
Agora é lei: os homossexuais já podem se beijar e não precisam mais reprimir manifestações de carinho, afeto, emoção e sentimento, em estabelecimentos privados, como bares, cinemas e restaurantes, por medo do preconceito ou intimidação. O prefeito Cesar Maia assinou decreto que cria o Comitê da Diversidade de Direitos e que regulamenta a lei que pune a discriminação de orientação sexual.O comitê começa a funcionar nesta quarta-feira (12). A partir das 9h, os gays que passaram por alguma situação vexatória ou de constrangimento podem fazer sua queixa pelo telefone 9923-4291, que vai atender 24 horas por dia.



Segundo o secretário municipal de Assistência Social, Marcelo Garcia, as denúncias serão analisadas em conjunto com uma equipe da Secretaria de Governo e com representantes da sociedade civil.

“Enfim, não precisamos mais ter medo de beijar o namorado e ser tratado como se fosse um tarado. Como qualquer casal heterossexual, vamos poder demonstrar afeto sem ser expulso dos lugares ou passar por constrangimento. O preconceito vai ser punido”, comemorou o secretário, homossexual assumido, que disse só ter tido conseguido manifestar carinho com o namorado no exterior.

Sem exageros

Garcia diz que é preciso atentar para o fato que o decreto regulamenta a manifestação de carinho. Os exageros, que possam deixar as outras pessoas constrangidas, devem ser evitados tanto por héteros quanto por gays.

Num primeiro momento, destaca Garcia, as ações do comitê serão educativas. Segundo ele, é preciso que toda a sociedade passe por um período de aprendizagem. Dependendo do grau de preconceito, o estabelecimento denunciado poderá ser advertido e multado (em R$ 2.490). Nos casos de reincidência, eles poderão ainda sofrer suspensão de 30 dias ou perder o alvará de funcionamento.

“Esse é um decreto histórico no Brasil, que vai punir quem provoca o preconceito. Só queremos ter o direito de beijar, abraçar e andar de mãos dadas. E isso não é ilícito”, disse o secretário.

A estrutura do comitê ainda está sendo montada. As denúncias também podem ser feitas no Núcleo de Direitos Humanos da Secretaria municipal de Assistência Social – no 5º andar do Centro Administrativo São Sebastião, no Centro – ou pelo e-mail rsalgueiro@pcrj.rj.gov.br.






Ketty Bertoncini | comentários(0 )



11/11/2008 07:42
151ª DP transfere presos para a Baixada
Lugar de onde,aliás,nunca deveriam ter saído
15 presos foram levados para a Baixada. Eles foram distribuídos para as carceragens das DPs de Duque de Caxias e Nova Iguaçu. Todos se declararam integrantes do Comando Vermelho (CV). Valendo lembrar que o assunto da construção de uma Casa de Custódia em Nova Friburgo que há muito vem dando o que falar parece ter morrido!Até ser ressucitado por algum idiota do governo a fim de faturar algum.
Segundo fontes da própria polícia,Nova Friburgo,hoje,é duto de traficantes do Complexo do Alemão e outros morros do Rio.Sem falar,é claro,dos jovens que já foram amealhados em Nova Friburgo e estão à serviço do tráfico na ponte Rio-Friburgo.

Ketty Bertoncini | comentários(0 )



11/11/2008 08:05
Missão resgate para idosa
Idosa encontrada caída na rua sofre de amnésia
Ela tem entre 65 e 75 anos e disse que se chama Áurea Fernandes da Silva mas não sabe se este é seu nome


Ela diz se chamar Aurea Fernandes da Silva. Mas a idosa, que aparenta ter entre 65 a 75 anos, não sabe sequer se é esse mesmo o seu nome. Ela morou 20 dias no Hospital Sagrado Coração de Jesus, em Monte Mor, mas agora, por ordem judicial, foi encaminhada a um asilo do município. Entretanto, sua história está envolvida num mistério. Apesar de ter cartazes com a sua foto espalhados em Monte Mor, Hortolândia e Capivari, ninguém foi procurá-la.
Ela foi encontrada caída ao lado de uma mala de roupas, sem documentos, na sarjeta do Centro de Especialidades de Monte Mor. No hospital, ficou constatado que tem apenas diabete, mas está bem. A sua amnésia pode ter sido causada por diversos fatores, como o Mal de Alzheimer ou um bloqueio mental ocasionado por maus-tratos. A idosa chegou a falar que tem filho, irmã e um neto chamado Iago, mas não se lembra de mais detalhes sobre seus parentes.
Quem quiser ajudar
Quem tiver alguma informação da família de Áurea pode entrar em contato com a Associação Assistencial Montemorense, fone (19) 3879-2254.



Ketty Bertoncini | comentários(0 )



11/11/2008 13:32
ECOLOGIA:INCÊNDIO PODE ACABAR COM A CHAPADA DIAMANTINA
Só chuva salva Chapada Diamantina-BA do fogo, diz gestor da reserva
Um efetivo extra de 70 bombeiros chegará hoje ao município baiano de Lençóis, a 409 quilômetros a oeste de Salvador, para ajudar no combate aos incêndios que já consumiram, desde julho, cerca de 50% - ou cerca de 75 mil hectares - da mata do Parque Nacional da Chapada Diamantina.Eles vão se juntar aos 400 homens já envolvidos na operação, sob coordenação da Defesa Civil do Estado (Cordec). Porém, o gestor da reserva, Cezar Gonçalves, disse que os esforços podem não ter o efeito desejado. "Só a chuva pode apagar o fogo."

De acordo com o Instituto de Gestão de Águas e Clima (Ingá), da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, chuvas fortes só estão previstas na região para o fim do mês. Suspeita-se que os incêndios tenham sido provocados por ações criminosas de agricultores e garimpeiros.

Segundo o mais recente relatório do Comando de Operações do Interior, emitido domingo, o fogo atinge localidades de 27 municípios da região, em maior proporção em áreas de grande interesse turístico, como Barro Branco (Lençóis), Cachoeira Encantada e Chapadinha (Itaeté), Baixão (Ibicoara), Vale do Pati e Gerais do Vieira (Andaraí), Serra do Gobira (Mucugê) e Morro do Chapéu. "Há risco real para os turistas que vierem", afirma Gonçalves.

Para controlar os focos de incêndio, estão sendo utilizados cinco aviões - entre eles um Hércules C-130 cedido pela Força Aérea Brasileira (FAB) -, quatro helicópteros, seis caminhonetes e quatro veículos projetados para combate ao fogo, cada um com capacidade para transportar 4 mil litros de água. "Houve demora no início da situação e a dimensão (dos incêndios) ficou muito grande", afirmou o gestor do parque.
(fonte:Agência Estado)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



10/11/2008 12:29
Autran e Rota 116 lançam folheto para motoristas
Os motoristas que passam pelos postos de pedágio da Concessionária Rota 116 estão recebendo um folheto contendo orientações sobre os cuidados que devem ser observados por quem trafega próximo a escolas e estabelecimentos de ensino. A medida vem somar-se a outras iniciativas tomadas pela concessionária em parceria com Autarquia Municipal de Trânsito (Autran), após o atropelamento fatal de um estudante da Escola João Vicente Valladares. Jefferson Frossard Sobrinho, de 6 anos, foi colhido por um caminhão quando saía da escola, há cerca de quatro meses, o que gerou protestos da comunidade.
Em função da tragédia, quatro sinais de trânsito foram instalados recentemente em dois trechos da RJ-116, onde estão localizadas as escolas públicas João Vicente Valladares e Padre Madureira. Os sinais estão a poucos metros de distância de radares eletrônicos, que limitam a velocidade a 50 quilômetros por hora, mas, segundo moradores, nem sempre são respeitados. Os sinais são automáticos e podem ser acionados pelos próprios pedestres, através de botões manuais.
Além da sinalização, o folheto distribuído nas praças de pedágio alerta para a importância de respeitar as regras e leis de trânsito principalmente próximo às escolas, assegurando o ir-e-vir dos estudantes, evitando acidentes e preservando vidas. “Sempre que você circular próximo a escolas, redobre a sua atenção. São nesses locais que acontecem mais acidentes envolvendo crianças”, diz a introdução do folheto.
Entre as recomendações aos motoristas estão dirigir em baixa velocidade e respeitar as placas de sinalização. “São regras simples que com certeza contribuirão para um trânsito mais humano”, conclui o texto do folheto.
(TRANSCRITO DE A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



08/11/2008 12:57
Friburgo vai ter trem do futuro?Vai?
Trem suspenso: Heródoto, vice e secretários apresentam projeto a executivos japonesesEncontro aconteceu na Secretaria de Transportes do estado
O prefeito eleito, engenheiro Heródoto Bento de Mello, mantém ritmo intenso de trabalho. Tão logo retornou de rápida viagem de descanso, já deu início a várias reuniões, enquanto assessores já estavam cuidando da transição administrativa. Uma das principais reuniões de sua agenda na última quarta-feira, 5, aconteceu na sede da Secretaria de Estado de Transportes, no Rio, com dois vice-presidentes e o gerente sênior do grupo Hitachi, empresa japonesa que desenvolve tecnologia para projetos de metrôs.
Acompanhando Heródoto, participaram do encontro o vice-prefeito eleito, Dermeval Barboza Moreira Neto, e dois futuros secretários municipais – o engenheiro Antonio Carlos Berbert (Projetos Especiais) e o arquiteto Luiz Cláudio Ferreira (Planejamento Urbano), este último autor dos estudos preliminares do projeto do sistema metroviário de Nova Friburgo. Ele iniciou a apresentação do material para os japoneses em data-show. Todos os detalhes do projeto também foram entregues aos executivos da Hitachi, que levaram o material para ser analisado no Japão.

Encontro foi promovido pelo
secretário estadual Júlio Lopes

O encontro foi intermediado pelo próprio secretário de estado de Transportes, Júlio Lopes, que promoveu a reunião exclusivamente entre os friburguenses e os japoneses. Também participaram os engenheiros Paulo Gomes e Carlos Eduardo Zavataro, ambos da Secretaria Estadual de Transportes (Setrans). O órgão do governo do estado desenvolve estudos para o projeto de expansão do metrô carioca, cuja linha 3/lote 2 prevê a extensão daquele sistema de transportes para Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, num percurso total de 28,5 quilômetros, dos quais 19 elevados (similar à idéia do trem suspenso de Nova Friburgo), quatro quilômetros na superfície e outros 5,5 quilômetros submersos.
Os dois vice-presidentes da Hitachi no encontro, Gaku Suzuki e Tochiro Iwayana, e o gerente sênior Hisaaki Ozaki ficaram visivelmente entusiasmados com os planos relacionados ao trem suspenso em Nova Friburgo e ainda se mostraram animados com a informação de que o município possui uma colônia japonesa há mais de 80 anos. Os representantes da empresa, inclusive, falaram ao prefeito eleito sobre a possibilidade do presidente da Hitachi no Brasil visitar brevemente a cidade serrana.
(TRANSCRITO DO JORNAL A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



06/11/2008 13:46
E-maail de jornalista à assessoria de imprensa da Energisa
Prezada Luciana,
Conforme conversamos hoje estou lhe encaminhando este e-mail porque depois falei com a Eliene da Energisa Nova Friburgo.Ela me é uma pessoa muito cara e conhecida há muito tempo.Eliene falous com Dr.Amaury Damiance que ficou de mandar um funcionário chamado Fábio para ver o que reamente está acontecendo aqui.Eu creio que há uma venda de gatos por parte dos próprios funcionáriosda Energisa de Friburgo.O que acontece? Acontece que alguém deve pagar a conta.Como a empresa vai explicar uma conta de 588 reais,depois outra de 271 reais,depois outra de 360 reais e vai por aí quando há um consumo padrão dentro da casa?E como vai explicar essa gente toda que não paga o consumo de energia?
De qualquer forma já repassei seu e-mail para meus colegas jornalistas e eles têm muitas coisas a enviar de Nova Friburgo.
A grande pergunta é:como uma favela enorme como a que vai de Theodoro de Oliveira até a Ponte da Saudade tem relógios de luz?Hahahahaha!!! E vai por aí...E as favelas de NOva Friburgo?Os funcionários de vcs nem sobem por eles porque tem medo(depoimentos gravados).
A pergunta é como pode haver picos de luz diários de cinco a oito seguidos?Como pode um consumidor ingressar na justiça e até hoje não receber pelo computador queimado?Como podem transformadores explodirem a toda hora? Etc...Etc....Etc...
O atendimento 0800320196 é o pior possível.Quando se fala nesse atendimento em Nova Friburgo todo mundo ri.Literalmente,ri!!!!
Agora o que vamos considerar é o fato de termos denúncias escritas e estarmos vivenciando esse problema há muito tempo.De minha parte,estou disposta a quebrar o relógio de luz e a empresa vá fazer a leitura onde quiser.O que,realmente,acho é a energisa deve ter estas informações de fontes sérias e não através do seu 0800.
Então é isso: pago luz ou como!!! E vou comer porque não vou pagar luz para favelados e traficantes de Nova Friburgo!!!!!É isto o que a energisa deve saber.O que está acontecendo com os clientes que tem na cidade.
Meu código de consumidor é 2/292857-2
grande abraço
kettty bertoncini
(ABI 1419)
(22)9252-4793
gambagrande@oi.com.br
http://www.blog-se.com.br/blog/home.asp?
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



05/11/2008 10:33
Tráfico no Morro do Dedé Armas, drogas e explosivos: sete pessoas são presas
Bando guardava explosivos na casa de adolescente
O tráfico de drogas instalado no Loteamento Floresta, Morro do Dedé, teve mais um dia ruim. Conforme vem acontecendo há alguns meses, prisões e apreensões no bairro têm enfraquecido a quadrilha que atua naquela localidade, segundo informações, ainda sob o comando do traficante Leonardo Mendonça da Silva, o Davi, que está preso no Rio de Janeiro.
Sob ordens do tenente-coronel Robson da Silva Santos e chefiados pelo capitão Soliva, agentes do serviço reservado do 11º BPM – P2 – subiram o Dedé, onde, segundo denúncia, uma quadrilha armada estava fazendo a contabilidade do bando. A ocorrência teve início pela manhã e terminou por volta das 14h30 de segunda-feira, 3, na Rua Aureliano Barbosa Faria. Três adultos e quatro menores foram levados para a delegacia com pistolas, uma carabina e material explosivo, além de maconha.
O primeiro local cercado pela polícia foi a casa de número 132 da Rua Aureliano Barbosa Faria, onde foi encontrada uma pistola calibre 380, marca Taurus, e sete invólucros com maconha. Um adolescente que estava no local foi apreendido.
Numa casa vizinha os policiais acharam mais duas pistolas de calibre 380, das marcas Imbel e Bersa. As armas estavam no forro da residência onde mora um dos menores apreendidos, irmão de Roger da Conceição Ribeiro, 19 anos, que também foi preso. Na mesma ação foi preso Marcilei da Conceição Santos, 24. Uma menina de 15 anos também foi apreendida. Ela disse que era namorada do primeiro adolescente detido, mas que não sabia que ele tinha maconha em casa, afirmando ainda que não é integrante da quadrilha.
Os PMs foram informados da existência de outra arma de fogo, que estaria guardada com João Luiz Guedes Schimith, 20 anos, na casa de número 104 da referida rua. João Luiz foi encontrado, mas disse que a carabina calibre 12 estava escondida numa casa abandonada naquela rua e levou os policiais ao local, onde ele recebeu voz de prisão. Da casa de João Luiz os policiais foram para o número 167, onde outro menor guardava uma mochila com sete artefatos explosivos que, segundo a polícia, são de forte impacto. O adolescente disse que o material pertence a um homem chamado Naninho, que está preso, e que ele guardava o material há dois anos.
A droga, de acordo com o primeiro menor apreendido, pertence a um homem conhecido como Felipe, um dos acusados de pertencer ao bando do Dedé desde a prisão de Coringa, Feio, Lerdão e alguns menores que chefiavam o tráfico na localidade.

Um dos menores
confessou ter se
envolvido em outra
ocorrência de drogas

No dia 26 de outubro, quatro pessoas foram levadas para a delegacia durante uma ocorrência feita por policiais militares na Avenida Governador Roberto Silveira, no Bar Radar. Naquele dia foi preso Jefferson Damásio Medeiros, 26 anos, que tinha sacolés de cocaína no porta-luvas de seu Fusca.
Mais três pessoas foram levadas para a 151ª DP. Entre os detidos havia dois menores. Um deles, liberado na delegacia, constou apenas como usuário, mas, na ocorrência no Morro do Dedé esta semana, voltou a ser apreendido e confessou que esteve envolvido dias antes na ocorrência de Jefferson, que morava na Rua Evangelista Manoel Silva, em Conselheiro Paulino.
(FONTE:A VOZ DA SERRA)
Ketty Bertoncini | comentários(0 )



04/11/2008 05:14
Nó no trânsito de Nova Friburgo
Continuam os engarrafamentos em Nova Friburgo.Com uma frota estimada em mais de 90 mil veículos a cidade está totalmente congestionada.A população foi estimada em 2006 pelo IBGE em 227.982 habitantes dividida em quatro municípios:Bom Jardim,Duas Barras,Nova Friburgo e Sumidouro..Segundo fontes extra-oficiais só a população de Nova Friburgo,hoje, beira 300 mil habitantes.Na principal avenida circulam por dia cerca de três mil ônibus.Segundo uma pesquisa de engenharia,Nova Friburgo fisicamente comporta somente 60 mil habitantes de forma confortável.
Carros e caminhôes em filas duplas,estacionados onde querem e bem entendem e uma total ausência de policiamento (Autran e PM) tornam o caos evidente.
Um fator interessante é o desuso da carteira de motorista na cidade.Ou seja, muita gente dirige com a carteira vencida ou sem nunca ter tido,sequer,uma habilitação para dirigir.
Ketty Bertoncini | comentários(0 )

2
Página 1 de 2
     

Blog-se Copyright © 2003 Comunique-se S/A. Todos os direitos reservados. All rights reserved.